«A mútua e continua caridade que torna possível a unidade e traz a presença de Jesus na coletividade, é, para as pessoas que fazem parte da Obra de Maria, a base de suas vidas em todos os seus aspectos: é a norma das normas, a premissa de qualquer outra regra». Chiara Lubich

Esta premissa encontra-se na primeira página dos Estatutos e dos Regulamentos que delineiam a vida do Movimento no seu conjunto e em suas várias ramificações. Na «mútua e contínua caridade», portanto, vivida e alimentada, está o sentido e o estilo do governo no Movimento dos Focolares. O Movimento, difundido no mundo inteiro, possui uma articulação territorial, organizada em “regiões”.

A Assembleia geral reúne-se a cada seis anos para a eleição da presidente, do copresidente e dos conselheiros do Centro da Obra. A este órgão compete a deliberação sobre modificações nos Estatutos gerais, nos Regulamentos dos setores e sobre a aprovação de outros regulamentos que se façam necessários. O Centro da Obra compreende a presidente, o copresidente, os conselheiros eleitos pela Assembleia geral. Tem a responsabilidade de garantir e incrementar a unidade em toda a Obra, direcionando-a à realização de seus objetivos e cuidando da coordenação entre as suas partes.

Assemblea-JesusMoran-bA presidente. Como fixado nos Estatutos, o Movimento será sempre presidido por uma mulher. Isto para sublinhar o seu perfil mariano e a sua conotação prevalentemente leiga, e deste modo “conservar o desígnio que Deus teve sobre ele, por ter confiado seu início e desenvolvimento a uma mulher”. Como está escrito nos Estatutos, “a sua será acima de tudo uma presidência da caridade, porque deverá ser a primeira a amar, isto é, a servir os próprios irmãos, recordando as palavras de Jesus: “… aquele de quiser ser o primeiro dentre vós seja o servo de todos” (Mc 10,44). A presidente atual é Maria Voce, eleita pela Assembleia geral em julho de 2008 e novamente confirmada, dia 12 de setembro de 2014, para o segundo mandato consecutivo.

Copresidente. Os Estatutos estabelecem que o copresidente seja escolhido entre os sacerdotes membros da seção dos focolarinos. Faz parte de seus encargos “garantir que a vida interna e as atividades da Obra de Maria estejam em conformidade com a fé, a moral e a disciplina da Igreja”. Acompanha também, com uma atenção especial, o setor dos sacerdotes e diáconos diocesanos, dos jovens que se preparam ao sacerdócio e o setor dos membros masculinos dos institutos de vida consagrada. O copresidente atual é Jesús Morán Cepedano, eleito pela Assembleia Geral no dia 13 de setembro de 2014.

Conselho geral. Fazem parte do Conselho geral os membros do Centro da Obra aos quais acrescentam-se os responsáveis centrais das secretarias para os objetivos específicos, os responsáveis centrais dos setores e dos movimentos de amplo alcance. Tem funções consultivas e deliberativas regularizadas pelos Estatutos gerais, mas sua  principal incumbência é voltada à manutenção e incremento do espírito de unidade, em todos e entre todos os componentes do Movimento. Território. O Movimento possui uma própria configuração geográfica, a qual permite que seu desenvolvimento seja adequado às características e possibilidades de cada território. Presente atualmente m 182 países, articula-se em “regiões”, entendidas como “locais” (em alguns casos, determinadas áreas geográficas, em outros, nações inteiras) nos quais o Movimento encontra-se estruturado no seu conjunto. Para cada “região” a presidente nomeia como seus delegados uma focolarina e um focolarino, que tem a responsabilidade pela vida e as atividades daquele território, com um conselho regional. Cada região é formada por diversos centros ou focolares (femininos e masculinos), os quais, com um conselho local, promovem a difusão de todos os aspectos e obras existentes no Movimento. Coligada a eles, e presente em todo o território, existe enfim uma rede de comunidades locais, compostas por pessoas de todas as idades, que atuam nos vários âmbitos da sociedade, para testemunhar, no lugar onde estão, a unidade e os valores do Evangelho.

Artigos

Conclusão da Assembleia 2014

Conclusão da Assembleia 2014

Através de uma ligação via internet juntamente com os membros dos focolares espalhados pelo mundo encerra-se a Assembleia dos Focolares. Contemplar, sair, fazer escola são as palavras chaves para partir novamente, todos juntos.

[ler tudo]
12345...»