Desde o início do Movimento os jovens estiveram presentes como protagonistas; a sua fisionomia específica começou a se delinear a partir de 1967, quando Chiara Lubich, com o lema “Jovens de todo o mundo, uni-vos!”, colocou as bases para a constituição dos movimentos juvenis.

No ano seguinte nascia o Movimento gen e em 1985, como irradiação deste, os Jovens por um Mundo Unido*. Responderam àquele chamado, e ainda hoje continuam a responder, jovens entre os 17 e 30 anos, espalhados por toda parte, nos cinco continentes, de diferentes etnias, nacionalidades e culturas.

Pertencem a diversas denominações cristãs, a várias religiões, ou não professam nenhum credo religioso, mas são todos ligados pelo desejo de construir o mundo unido, fazer com que a humanidade seja, cada vez mais, uma só família, no respeito pela identidade de cada um.

Percorrem todos os caminhos possíveis para construir a fraternidade universal, a fim de sanar as divisões existentes nas famílias, entre as gerações, entre os diversos grupos sociais.

Estão empenhados em campanhas internacionais de apoio à paz e à fraternidade, em manifestações públicas, locais ou mundiais – como os Genfest, nos quais testemunham que é possível viver como irmãos – assim como se comprometem como protagonistas de simples gestos de solidariedade e diálogo, com quem está perto deles cada dia: pessoas necessitadas ou marginalizadas, amigos ou familiares… em cada próximo procuram enxergar um irmão a ser acolhido.

O seu estilo de vida suscita muitas atividades, desde grandes ações para responder com prontidão à situações de emergência, ajudando pessoas e povos atingidos por calamidades naturais ou guerras; até a multíplices fragmentos de fraternidade, nos quais atuam em ações continuativas locais, em favor dos mais necessitados, como crianças ou moradores de rua, idosos sozinhos, presos ou imigrantes: tudo o que a fantasia sugere para sanar as feridas da sociedade onde se encontram.

Gioventù Nuova, Azione di dipingere una casa per bambiniEm suas ações envolvem também as instituições, especialmente na Semana Mundo Unido. Trata-se de uma semana na qual todos os Jovens por um Mundo Unido do mundo intensificam as suas atividades e iniciativas, para incidir na opinião pública do próprio país, e testemunhar que é possível viver para construir o mundo unido. A Semana Mundo Unido realiza-se anualmente, desde 1996, traz uma proposta às cidades, às instituições, para a promoção da unidade e da paz em todos os níveis. Promovida pelos jovens, dirige-se a todas as pessoas sensíveis aos mesmos princípios e objetivos.

Aos poucos esta corrente cultural penetra no mundo juvenil, chamado a enfrentar as numerosas dificuldades que o relativismo e o individualismo trazem consigo.

Os Jovens por um Mundo Unido vivem pela fraternidade não apenas em nível comunitário, mas, antes de tudo, pessoalmente.

No seu cotidiano, aqueles que são cristãos procuram consolidar a escolha de Jesus como modelo, e do Evangelho como código de vida; os jovens pertencentes a outras religiões, acolhendo o ideal do mundo unido, encontram um estímulo constante a espelhar-se fielmente nas próprias doutrinas; os que não possuem uma convicção religiosa partilham a regra de ouro, que convida a fazer aos outros o que se gostaria fosse feito a si, sublinhando os mais altos valores da pessoa.

Sabem que a unidade na qual acreditam, e pela qual pelejam, não é apenas um projeto humano, mas o desígnio de Deus sobre a humanidade (“Para que todos sejam uma coisa só”, Jo, 17,21).

Contatos:

Secretaria dos Jovens por um Mundo Unido

via San Sebastiano, 37
00040 Rocca di Papa (Roma) IT

Tel. +39-06-94792089

Email: sgmu@focolare.org

Blog Y4UW


 

Os Genfest

Etapas significativas de sua história foram os Genfest: grandes reuniões internacionais dos Jovens por um Mundo Unido, que acompanharam o nascimento e crescimento do movimento, e mostraram ao mundo a existência de milhares de jovens que vivem pela fraternidade universal, em todas as latitudes.

1973 – Loppiano (Florença, Itália). Reúnem-se 8 mil jovens, realizando aquele que teria se tornado o primeiro Genfest da história.

1975 – Em Roma o Palaeur está lotado; são recebidos e abençoados pelo papa Paulo VI. A partir daquele momento o Genfest se tornaria o encontro marcado de todos os jovens, a cada cinco anos.

1980 – Em plena guerra fria são 40 mil, reunidos no Estádio Flamínio, em Roma, testemunhando que o mundo unido é possível.

1985 – Nasce oficialmente o Movimento Jovens por um Mundo Unido, preanunciado por Chiara ainda em 1983. O Genfest realiza-se no Palaeur de Roma.

1990 – Finalmente estão presentes também os jovens do leste europeu, logo após a queda do muro de Berlim. São acolhidos por alguém que muito havia contribuído a essa queda: João Paulo II.

1995 – Realiza-se uma difusão mundial do evento, por meio de conexões via satélite e internet.

2000 – O Genfest torna-se um evento da Jornada Mundial da Juventude, em Roma. É a ocasião de testemunhar a santidade de tantos Jovens por um Mundo Unido que já foram para o céu, primeira entre todos Chiara “Luce” Badano, proclamada Bem-aventurada em 25 de setembro de 2010.

2012 – Budapeste, a “cidade das pontes”, foi palco da edição 2012 do Genfest. São 104 as nações representadas, dos cinco continentes, dentre as quais destaca-se um grupo de 250 jovens do Oriente Médio. Numerosos são os cristãos de diversas Igrejas, cerca de cem pertencem a outras religiões e há ainda uma considerável presença de jovens de convicções não religiosas.

*Os principais animadores dos Jovens por um Mundo Unido são os gen (Geração Nova), jovens radicalmente comprometidos na espiritualidade da unidade.

Call
Send SMS
Add to Skype
You’ll need Skype CreditFree via Skype

Fatos de vida

Angola: a coragem de perdoar

Angola: a coragem de perdoar

Jovem angolana encontrou no Evangelho a força para perdoar os policiais que mataram o seu irmão. O seu testemunho em “Pulse – the Meeting” de Loppiano.

[ler tudo]

Artigos

Rumo ao Genfest 2018

Rumo ao Genfest 2018

Logo GenfestUma grande ocasião de encontro entre jovens e culturas. A 44 anos da primeira edição, será o primeiro Genfest no continente asiático.

[ler tudo]
12345...»