Aumentar Fonte Diminuir Fonte PDF email Imprimir
3 Fevereiro 2012
No mês de janeiro, três eventos importantes para o Movimento Juvenil pela Unidade da Austrália e da Nova Zelândia, com a participação dos responsáveis mundiais, Nadia Xodo e Agostino Spolti.

“Ser Jesus, 24 horas por dia”, era o título do congresso australiano dirigido aos adolescentes, realizado no Centro Mariápolis de Melbourne, na Austrália. Presentes 115 adolescentes, dos 9 aos 17 anos, provenientes de várias cidades do país, da Nova Zelândia e da Nova Caledônia.

Para a ocasião estiveram presentes Nadia Xodo e Agostino Spolti, responsáveis mundiais do Movimento Juvenil pela Unidade.
Com uma duração de cinco dias, o encontro tornou-se possível com uma comunhão de bens feita durante todo o ano passado, pelos jovens juntamente com as famílias e amigos. Houve também a contribuição de lojas e mercados, que doaram fruta, verdura, pão, carne e refrigerantes.

Do programa constavam momentos de aprofundamento sobre o Evangelho e sobre como colocá-lo em prática, espaços de diálogo e troca de experiências de vida. “Os momentos de comunhão foram profundos – disse Madeline – e nos ajudaram a entender que não somos os únicos que procuram ser outro Jesus em cada instante da nossa vida”. Um momento solene foi o da entrega, a cada um, de uma cópia do Evangelho. “Senti que Jesus estava realmente presente – disse um dos meninos – como se Ele pessoalmente nos entregasse a Sua Palavra”. As leituras daquele dia, com o chamado dos apóstolos, deixaram um propósito dentro de cada um: viver o Evangelho nos próprios ambientes, como apóstolos de hoje, mandados por Deus para a evangelização dessas terras.

O segundo evento teve como moldura a Nova Zelândia, um maravilhoso arquipélago, com altas montanhas e um mar cristalino. Foram 60 os meninos e meninas, de várias idades, que participaram do “Acampamento Teens4unity”, em Lower Hutt. Tema: a vida do Evangelho para ser atuada nas nossas cidades. Muitos dos adolescentes provinham de outros países, vindos com as famílias, como refugiados. Traziam experiências fortes, muitas vezes dolorosas, mas vividas num relacionamento profundo com Deus. Com todos foi aprofundado o projeto “Vamos colorir a cidade”, desenvolvido pelo Movimento Juvenil pela Unidade em nível mundial, para ajudar as pessoas mais sozinhas ou carentes das suas cidades. Surgiram muitas ideias para concretizá-lo, como algumas atividades que poderão envolver os adolescentes da população aborígene.

Última etapa: Perth. Característica do encontro foi um dia itinerante: os jovens acompanharam Nadia e Agostino num passeio por esta magnífica cidade, onde belezas naturais e bairros moderníssimos criam paisagens de grande harmonia. E assim, entre as margens do rio Swan e as do Oceano Índico, os jovens falaram da história da cidade, dos contrastes ocorridos entre os colonizadores e os aborígenes, das suas peculiaridades e problemáticas atuais. Depois o diálogo abriu-se sobre o compromisso na vida cristã, mas também sobre a responsabilidade e a beleza da resposta de cada pessoa ao chamado de Deus. No final falaram sobre o seu desejo de continuar a encontrar-se, para aprofundar a vida do Evangelho, envolvendo os seus amigos, inclusive em vista do revezamento mundial “Run4unity”, do dia 12 de maio próximo, que terá como ponto de partida esta região, no extremo leste do mundo, sendo justamente eles os adolescentes que darão a largada na corrida.