Eslovênia: 3º Summerjob contra a pobreza

 
A experiência de alguns jovens eslovenos que todo ano decidem dedicar alguns dias das próprias férias trabalhando para ajudar pessoas necessitadas.

20161019-01No dia 17 de outubro foi lembrada a Jornada Mundial para a Erradicação da Pobreza, instituída por iniciativa do padre Joseph Wresinski que, em 1987, organizou em Paris uma grande manifestação em prol dos direitos humanos. A pobreza assume diferentes aspectos e penetra nos lugares e nas situações de populações inteiras. Não nos acostumamos nunca com o fato de que os seres humanos não possam desfrutar de uma vida digna de ser vivida.

Os Jovens por um Mundo Unido da Eslovênia, durante os meses de inverno, entre outros trabalhos, dedicam-se à organização de um evento que realizam depois, no verão: o Summerjob, ou “emprego de verão“, um acampamento com diversas atividades. Procuram um local, estabelecem contatos com os prefeitos, com os bispos, os párocos e pessoas de uma determinada localidade, com a intenção de oferecer a própria contribuição em favor das pessoas que passam necessidades. Neste ano a colaboração com a Cáritas local permitiu encontrar pessoas e famílias que necessitam de uma ajuda muito concreta.

20161019-02Eles marcaram a data de 15 a 20 de agosto passado, final do verão no hemisfério norte, em Vrbje, um vilarejo próximo a Celje. Nesta terceira edição foram abertas nove frentes de trabalho. Cerca de 40 pessoas se empenharam, sete horas por dia, em muitas atividades: trabalhos nas lavouras, reforma da parte externa de uma casa, construção de um galinheiro, reforma da casa de uma senhora portadora de deficiência física, preparação do material recebido para ajudar as populações da Macedônia vítimas das inundações e pintura da casa de uma senhora que vive em condições miseráveis.

Tratou-se especialmente de atuar a fraternidade de maneira concreta, estabelecendo relacionamentos profundos com as pessoas do lugar, e resgatando em muitos a dignidade, muitas vezes perdida.

Significativo quanto nos escreveram alguns dos jovens participantes: “Justamente os trabalhos mais difíceis nos fizeram entender que na base da indigência, frequentemente, existem problemas de relacionamento. Com uma senhora, por exemplo, não obstante o nosso trabalho estivesse já definido muito antes, no primeiro dia ficamos conversando bastante, somente para nos conhecermos, para que ela pudesse confiar em nós. Somente depois disso ela nos permitiu iniciar o trabalho no seu apartamento que necessitava de todo tipo de manutenção”.

20161019-05Muito tempo dedicado à escuta e, também para conversar com muitas pessoas, trocar experiências, preocupações e falar sobre projetos futuros. Tudo isso vivido em uma atmosfera na qual todos se ajudavam, na total disponibilidade, e o resultado era a alegria, realmente grande.

Mas, Summerjob não consiste somente em trabalhar: à noite há a partilha de tudo o que se vive durante o dia e aqueles são momentos solenes, envolventes e que ligam e unem sempre mais os participantes do acampamento.

Escreveram ainda: “No último dia, como despedida, também com os nossos ‘patrões’ ,lançamos a proposta de fazer um lanche e ver as fotos do acampamento. Foi realmente inexplicável o quanto foi vivido, construído em tão poucos dias. Foi um momento potente!”

E a conclusão é evidente: recebe mais quem doa com alegria.

Visite a página do Summerjob Slovenija 2016 no Facebook.

Regras(500)

 

Veja também