Evangelho vivido: “Estarei sempre convosco”

 
A esperança desta promessa nos encoraja a buscar Deus no nosso caminho para descobrir aonde Ele quer nos encontrar.

20170505-01Confiar em Deus
“Durante a gravidez, ao receber a notícia que eu esperava gêmeos, colocamos a nossa confiança em Deus. Já tínhamos seis filhos e o salário do meu marido é muito baixo. Um dia soubemos que uma amiga, ela também grávida, passava por uma grande dificuldade econômica. Doei a ela várias coisas das minhas crianças. Alguns dias depois eu recebi de presente de uma tia dois enxovais para bebê: tudo era de alta qualidade e muito bonitos. E não só. Assim que os gêmeos nasceram, meu marido recebeu uma promoção, com um notável aumento de salário. Isto nos encorajou a confiar-nos sempre mais a Deus.” A. M. – Brasil

Uma pequena luz
“Estou vivendo uma situação confusa e problemática em casa. É um período no qual experimento momentos de escuridão e de abandono. Mas, uma mãe de família não deve abater-se: o que importa é que eu ame todos da minha família como eles são. Não me sinto só! Constatei que somente o desapego de mim mesma, tendo Maria como modelo, me dá forças para seguir em frente. Comecei a viver assim e Deus me deu uma pequena luz. Se eu continuo a agir no amor, esta luz aumentará e Deus fará com que ela brilhe sobre os outros.” Margrit – Suíça

Reflexões de um paciente terminal
“Tenho a profunda convicção de que Deus nos ama sempre: quando nos consola e quando permite uma provação para fazer de cada um de nós uma Sua obra de arte, em um curto período de tempo. Com o passar dos anos, na minha vida caíram muitas coisas inúteis, como folhas mortas no outono. Entre mim e Ele, existe agora um relacionamento direto, sem intermediários. Já faz algum tempo que começaram provações na saúde. Recentemente outra se apresentou mais séria, para a qual não foi descoberto ainda um remédio. Parece-me que a minha vida está para embocar em um caminho muito estreito. Mas, ao mesmo tempo, sinto que Deus está mais próximo de mim e que os meus dias estão em Suas mãos.” Filippo – Itália

Um religioso idoso
“Desde que, há anos, eu sofri uma paralisia nos membros inferiores, devo lutar com a tentação de sentir-me colocado em um ‘estacionamento abandonado’. Agora que eu dependo dos outros para tudo, e o mundo para mim tornou-se um quarto, devo entregar-me à fé para dar um sentido à minha vida e descobri o valor desta mesma fé. É verdade, pela minha condição, não posso mais influenciar os acontecimentos próximos e distantes. Porém, me é concedida a maravilhosa aventura de viver. Tudo pode tornar-se ocasião de louvor, de agradecimento, de oração e de oferta. Também Jesus na cruz não fez mais milagres ou anunciou o Reino, mas, continuou amando, ou melhor, manifestou o amor maior e mais puro, dando a vida por nós. Estar parado não significa permanecer na imobilidade.”  P. Vittorio – Itália

Regras(500)

 

Veja também