(Português) Alzheimer, meu amigo


Lo sentimos, pero este artìculo todavía no està disponible en español For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Um caminho para uma nova relação.

Cada vez mais a sociedade tem-se deparado com a doença de Alzheimer e com as dificuldades de compreender e de se relacionar com a pessoa que tem esse tipo de demência senil. A memória é fundamental na vida de uma pessoa, é um elo com a própria história e com as pessoas que fazem parte dela.

Quem somos quando perdemos as referências de nossa história? Que atitude ter diante de comportamentos inusitados (angústia, agitação, agressividade…) de pessoas com Alzheimer? Que atenção ter com familiares e cuidadores que convivem diariamente com essas pessoas?

A partir de sua rica experiência, o Dr. Bernard Cramet aborda questões do dia a dia de famílias e cuidadores que convivem com quem sofre de Alzheimer.
A pessoa com essa doença continua sensível e capaz de expressar afeto nas relações com aqueles que vivem a seu lado. Uma relação afetuosa pode dar sentido à vida de quem cuida e de quem é cuidado, e fazer feliz aquele que recebe e aquele que dá.

 

Editora Cidade Nova

No comment

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *