Em diálogo para o bem do planeta: esse é o ímpeto por trás do Programa Green Care, um evento organizado por iniciativa do Multipolar Dialogue que ocorreu na Bélgica de 25 a 29 de outubro de 2023

A ecologia, um tema de crescente interesse global, atrai sempre mais a atenção de muitas pessoas. O papa Francisco sublinha a necessidade urgente de enfrentar as questões ambientais por meio da sua encíclica “Laudato Si’”. Apesar desses apelos, a dura realidade permanece: houve pouquíssimas melhoras tangíveis. O que falta nos nossos esforços coletivos e o que podemos fazer a mais para proteger o nosso planeta? Para buscar as respostas a essas perguntas e encontrar maneiras de agir coletivamente, um grupo heterogêneo de 50 pessoas provenientes de mais de 13 países diversos se reuniu no Centrum Eenheid, em Rotselaar, Bélgica, de 25 a 29 de outubro de 2023 para um evento “transformador” de quatro dias. A missão: empenhar-se em dialogar, adquirir conhecimento e trocar experiências para melhorar o cuidado com o nosso planeta.

Organizado pela Multipolar Dialogue, iniciativa que reúne cidadãos da Europa Ocidental e Oriental em uma metodologia baseada na prática de um “pacto de amor”, sobre o qual se pode construir um espaço de confiança, o evento ofereceu um mix rico de conferências, discursos, diálogos e boas práticas, criando um espaço dinâmico para a partilha de experiências e conhecimento. Os participantes se envolveram em diálogos estimulantes sobre uma série de assuntos, como o desenvolvimento sustentável, a biodiversidade, a ecologia integral e a redução de barulho. Além desses diálogos, os participantes tiveram a oportunidade de compartilhar suas experiências, como iniciativas como hortas escolares e comunitárias, “Greening Africa Together“, “Grüne Dach Impulse” que participaram dos workshops.

Além disso, o evento ficou ainda melhor com a presença de especialistas que enriqueceram os diálogos e forneceram aos participantes uma compreensão completa dos desafios e das soluções. O dr. Helmut Maurer, uma autoridade em matéria ambiental, compartilhou perspectivas preciosas durante uma entrevista focada na atuação do Green Deal, iluminando passos práticos necessários para enfrentar questões ambientais. Lorna Gold, presidente do Movimento Laudato Si’ e CEO da FaithInvest, levou sua bagagem de experiência ao evento, inspirando os participantes com a sua sabedoria e visão.

Uma iniciativa multiprojeto
Esse evento não foi apenas um encontro por si só, mas um componente crucial da iniciativa mais ampla “Project DialogUE“. O objetivo geral dessa iniciativa é aquele de envolver ativamente os cidadãos, dando a eles uma plataforma para exprimir as próprias preocupações e ideias. No âmbito dessa missão, o evento tinha um escopo bem preciso: facilitar diálogos significativos e formular propostas a serem apresentadas para a União Europeia. Para perseguir esse objetivo, os participantes tiveram a oportunidade única de visitar as instituições da UE, aprofundando os processos e os caminhos por meio dos quais suas propostas e requerimentos puderam ser encaminhados.

O “Progetto DialogUE” se alinha ao comprometimento do Movimento dos Focolares de escutar o grito da terra e responder às suas necessidades. Esse empenho foi incluído no EcoPlan – a declaração do Movimento dos Focolares para a ecologia integral – que foi apresentado durante o evento, delineando um percurso em direção a um futuro mais sustentável e consciente da ecologia integral.

Conectar-se para a mudança
Além dos conhecimentos preciosos adquiridos e das experiências compartilhadas, esses quatro dias causaram um impacto profundo nos participantes. Eles se sentiram mais do que simples participantes; tornaram-se parte de uma comunidade global com uma preocupação em comum pelo bem-estar do nosso planeta. O senso de conexão, o diálogo e o escopo coletivo eram palpáveis, já que indivíduos provenientes de contextos e países diversos se reuniam para responder ao grito da Terra.

Como disse Anna Waibel, uma das forças principais do projeto Hortas Escolares na Áustria, “Para mim foi realmente fantástico ver que a minha escola não é o único lugar que procura mudar algo, mas que outros também querem fazê-lo. Notei que nada funciona sem a comunidade e sem agir juntos”. Anny Hesius, coordenadora do Diálogo Multipolar da Bélgica, resumiu de modo apropriado o sentimento coletivo, dizendo: “A proposta era de nos abrir um ao outro para escutar e trocar conhecimento e isso nos tornou mais conscientes, mais fortes, mas corresponsáveis e mais decididos. Nós nos tornamos uma verdadeira família. Protagonistas da paz e da justiça, do amor para com os habitantes da terra e da nossa casa comum”.

Nesses quatro dias, os participantes não só ampliaram seus conhecimentos em matéria de ecologia, mas também encontraram um sentido de determinação e de comunidade, partindo com uma vontade renovada de colaborar para realizar uma mudança significativa em escala global.

 

Ana Clara Giovani

No comment

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *