Um aniversário pleno de surpresas: as saudações do Papa

 

 

A experiência da união com Deus – No dia 7 de dezembro se comemora os 60 anos do nascimento – em Trento – do Movimento dos Focolares. Naquele 7 de dezembro, Chiara Lubich, que naquela época tinha pouco mais de 20 anos, estava sozinha quando pronunciou o seu sim a Deus para sempre. Ela repetiu várias vezes depois, que, se até mesmo tivesse tido o pensamento de que teria nascido um Movimento, isto teria quebrado o encanto daquela sua escolha de Deus somente. E hoje, no 60º aniversário, num intenso clima espiritual, falou para mais de 1.500 focolarinas, da Europa e dos cinco continentes, reunidas em Castelgandolfo para o encontro anual, sobre a união com Deus, com momentos de profunda comunhão sobre a sua experiência pessoal.

“Quando entramos em união com Deus, o divino nos invade por inteiro: é algo de novo que não vemos com os olhos do corpo, mas com os olhos da alma. Na mente, entra uma luz, a luz do Espírito Santo, que é mais do que a inteligência, a eleva. No coração, entra o amor. Antes, existia o amor humano, limitado aos nossos parentes, aos amigos. Depois, penetra o próprio amor de Deus, que abre o coração para o mundo inteiro. Com a vida sobrenatural se enxerta também uma força nova. As forças físicas também são sustentadas pela graça de Deus”.

As saudações do Papa pelo 60º aniversário do Movimento dos Focolares, chegaram não apenas com uma sua mensagem para Chiara Lubich, lida pelo Cardeal Stanislaw Rylko, Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, no Centro Mariápolis de Castelgandolfo, mas chegaram até mesmo com um telefonema do Santo Padre, justamente no dia 7 de dezembro.

Acrescentaram-se à inesperada mensagem do Papa as palavras do Cardeal Rylko sobre o “dom precioso do Carisma”, que suscita contínuas surpresas, porque dom do Espírito Santo.

Outros momentos fortes do encontro, nesta comemoração: a recordação de Chiara Lubich daquele 7 de dezembro de 1943, o testemunho de suas primeiras companheiras, o sim para sempre a Deus, pronunciado por mais de 100 focolarinas dos cinco continentes.
 
Depois, neste 60º aniversário, foram criadas as premissas para fazer nascer um Centro de Espiritualidade e Estudo em Jerusalém no mesmo lugar onde, segundo a Tradição, Jesus pronunciou a oração da unidade. Um Centro de um significado todo particular, que se acrescenterá aos focolares na Terra santa, em Jerusalém e a Haifa, comprometidos em levar a paz e a unidade naquela terra sofrida.
(13-12-2003)

Comments are disabled.