Aquela força que faz superar cada dificuldade

 

Estou na Turquia, por causa do trabalho, há alguns anos. Tenho muito tempo livre e dediquei-me a traduzir do italiano algum livro de espiritualidade. Horas e dias transcorridos diante do computador, “suando” para traduzir em turco – que não têm raízes cristãs – expressões de uma outra cultura, de uma espiritualidade cristã. Em alguns momentos, perguntava a mim mesma porque o fazia, seriam esforços inúteis? Mas, confiei cada dificuldade ao Pai. Sim, aquele trabalho tinha um único sentido: dar a Ele o meu tempo e as minhas forças.

Uma vida transformada

Eu estava para sair de férias, quando um tipógrafo – que tinha imprimido aqueles livros – me telefona: “Eu soube que viajará, preciso falar urgentemente com a senhora”. No dia seguinte, quando abro a porta para ele, quase não o reconheço. Tinha emagrecido, estava consumado, com os olhos vermelhos como se tivesse chorado. Eu o acolho, lhe ofereço um café. Ele logo começa a falar: “Desculpe se lhe incomodo, mas eu senti que não podia deixar de lhe dizer o que me aconteceu. A senhora sabe que aquele livro que me deu para a impressão, transformou a minha vida? Eu o li e reli. Deu-me uma força inimaginável. Eu recomecei a vida do zero. Faz um mês e meio que minha mulher me abandonou. Depois de 26 anos… Pareceu-me impossível. Mas, a nossa família foi destruída por feitiçaria, mau-olhado… Por falar nisso, a senhora acredita nessas coisas?”.

Aquela força mais forte que as dificuldades

Diante da minha resposta negativa, que eu creio em Deus onipotente e que Ele guia a nossa vida, ele disse: “Eu entendi isso lendo aquele livro, como eu queria que minha mulher o lesse. Sabe, eu cheguei ao ponto de querer me suicidar. Já tentei duas vezes, mas não consegui. Estava me tratando com um psiquiatra. Agora, deixei de consultá-lo e nem tomo mais os remédios. Entendi que dentro de mim tenho uma força maior e que posso superar cada dificuldade. Este ponto central que encontrei como um tesouro nesse livro, eu o tenho sempre comigo”. O meu amigo tipógrafo estava fazendo, aos poucos, a descoberta de um Deus vivo, próximo, que socorre quem está em dificuldade. Prometi a ele que rezaria para que a sua mulher voltasse para casa. Ele parecia ir embora transformado, fortalecido, aliviado.

R.M. Turquia

Extraído do livro ‘Quando Dio interviene – Esperienze da tutto il mondo’ – Editora italiana Città Nuova 2004

 

Comments are disabled.