Uma aventura iluminada pelo Infinito

 

 Gen Verde

Grupo Internacional de Teatro, Música e Dança, se apresenta, neste ano, com uma performance inédita.

Uma pergunta percorre o espetáculo: é possível fundir horizontes humanos e divinos? Conciliar terra e céu? O título do novo espetáculo é “O manto do mundo”. O manto representa os ideais que envolvem e unem, numa dimensão fraterna, homens e mulheres. Um musical de conotação poética, onde se fala e se canta das aventuras humanas iluminadas pela luz do Infinito.

O espetáculo, usando recursos de multimídia, prossegue com rápidos flashes, num ritmo envolvente. São utilizados elementos cênicos como pipas e estrelas, gotas de fogo e espelhos – para evocar figuras e momentos que levaram à rápida expansão do ideal da fraternidade, ao empenho concreto em diversos setores, ao diálogo inter-religioso e com os não crentes, nos espaços que tornam possível este encontro, a ética e a solidariedade». “Um espetáculo importante, não somente pela representação, dança ou canto, mas pela intensidade e clareza da mensagem que transparece nitidamente de cada palavra e de cada gesto”. (Jornal de Brescia)

Tema: o amor evangélico que, como o esplendor das estrelas, sabe recobrir de luz tudo o que é envolto pelas trevas da indiferença, do ódio, da violência…e transforma em “gotas de fogo” aqueles que se deixam contagiar. O musical relata a rápida expansão de um Ideal que tornou-se o Movimento dos Focolares. São encenadas outras páginas desta história, ainda não apresentadas no último trabalho do Gen Verde, “Primeiras Páginas”, que foi traduzido em 12 línguas e mostrado não só na Europa, mas também no Brasil, Coréia e Japão.

Em 11 de novembro próximo, o Grupo Gen Verde é esperado com o novo espetáculo no Palasport de Genzano, sobre as colinas romanas, depois de uma longa temporada em outras cidades da Lombardia, após os shows em Campanha, Puglia e Abruzzo. As próximas apresentações serão Ancona, Cesena, Imola, São Benedetto de Tronto, Cavezzo, Parma.

Impressões flashes sobre o Espetáculo de Milão

«São noites como esta que me fazem dizer diante das dificuldades: Não, não posso me entregar! Aquele sonho existe, existe verdadeiramente, é uma meta possível»

«Um espetáculo de peso que, se levado a sério, implica numa mudança de vida. Voltando para casa, disse a mim mesma: ‘Cheguei num outro mundo’. Tenho uma colega muito intransigente. Talvez eu, por primeiro deva tratá-la com amor. Não sei se terei coragem. Mas desejo ao menos experimentar, estou curiosa para saber se funciona e o que acontecerá».

Comments are disabled.