Chiara Lubich retornou à sua residência, em Rocca di Papa

Há alguns dias Chiara Lubich havia expresso o desejo de “voltar para casa. Ontem à noite foi tomada esta decisão. Do Hospital Gemelli, em Roma, onde estava internada devido a uma grave insuficiência respiratória retornou à sua residência, em Rocca di Papa.

O titular do Departamento de Pneumatologia, professor Salvatore Valente, informou: “Por seu desejo expresso Chiara Lubich foi levada para a sua casa”. E assegura: “Continua a receber todo o acompanhamento necessário. Infelizmente – concluiu – neste momento não existe nenhuma resposta ao tratamento aplicado”.

Até ontem à tarde Chiara foi informada, por sua secretária pessoal, Eli Folonari, sobre a correspondência recebida. Esta manhã desejou ver os focolarinos e as focolarinas que, com ela, deram início ao Movimento. Chiara continua a demonstrar grande serenidade. Dois dias atrás disse perceber a presença espiritual de Maria, com quem viveu, toda a sua vida, em profunda comunhão. A Obra que Chiara fundou traz, de fato, o nome de Obra de Maria, nome com o qual a Igreja aprovou o Movimento dos Focolares.

Estes momentos são acompanhados pela intensa comunhão e contínua oração de todo o Movimento no mundo. Oração à qual se associam também André Riccardi e Salvatore Martinez, que asseguram orações da Comunidade de Santo Egídio e da Renovação Carismática.

Comments are disabled.