Religiosas aderentes ao Movimento dos Focolares: 40 anos de história

«Aprofundar o conhecimento e a unidade com os seus respectivos fundadores, no clima da caridade fraterna», foi o percurso indicado por Paulo VI, na audiência pública do dia 14 de abril de 1971, chamando-as de “Religiosas aderentes ao Movimento dos Focolares”.

Desde aquele momento, todos os anos, um nutrido grupo de religiosas, de diversas congregações e membros de institutos seculares de várias nacionalidades, passaram a se reunir, dedicando a própria formação e atualização a uma comunhão sempre mais profunda entre elas, unida ao aprofundamento dos pontos da espiritualidade da unidade.

Durante a aula proferida na entrega do doutorado honoris causa em Teologia da Vida Consagrada (Roma, 2004), Chiara Lubich afirmou: «Presentes no Movimento desde os primeiros tempos, as religiosas, cujas diferentes espiritualidades se harmonizavam e resplandeciam ainda mais na fraternidade comum, deram-nos modo de contemplar as Ordens, as Congregações e as Famílias religiosas, como maravilhosos canteiros do magnífico jardim da Igreja, onde floresceram e florescem todas as virtudes».

O encontro, em Castelgandolfo, terá como tema central a Vontade de Deus. O aprofundamento teológico, espiritual e social será seguido por um rico intercâmbio de experiências de vida dos membros do Movimento, de diversas vocações. Respondendo aos desafios da sociedade atual, uma importante parte do programa será dedicada ao diálogo inter-religioso.

Para conferir ainda maior solenidade à festa, a celebração de Ação de Graças será o momento central do evento, e prosseguirá com depoimentos de testemunhas dos primeiros tempos.

Com um momento artístico especial todos serão convidados a caminhar juntos «rumo à santidade».

Comments are disabled.