On line o novo site do Schoolmates

Idealizado e gerenciado pelo Movimento Juvenil pela Unidade, dos Focolares, em colaboração com a AMU (Associação Ação por um Mundo Unido) e Humanidade Nova, o projeto Schoolmates (literalmente “colegas de classe”) nasceu em 2002, e nestes quase dez anos, envolveu centenas de escolas. O objetivo, como o nome sugere, é permitir que adolescentes de países diferentes entrem em contato e conheçam-se, de um lado ao outro do mundo. Quem participa colabora, através de muitas atividades, para alimentar um fundo de solidariedade que a cada ano consegue distribuir várias bolsas de estudo. Nos últimos 12 meses foram entregues 376, em 25 nações.

A renovação do site www.school-mates.org mira melhorar a comunicação, a participação e a interação entre as classes e os grupos que aderem às três fases do projeto.

Para começar é preciso comprometer-se em viver a “Regra de Ouro”, que convida a “fazer aos outros o que gostaríamos que fosse feito a nós”, uma norma presente nos livros sagrados de muitas religiões.

A segunda fase leva a conhecer-se, criando uma rede, via web, de turmas ou grupos de adolescentes de países diferentes. O projeto quer dar a possibilidade de conhecer outras culturas, estabelecendo um diálogo no qual as diferenças sejam fonte de riqueza umas para as outras. Nessa fase encontramos uma das novidades do site: a possibilidade de gerenciar um espaço web pessoal, para quem estiver atuante nas três fases do projeto. Nesse espaço os participantes poderão apresentar a turma ou o grupo, fazer conhecer o próprio país sob o aspecto histórico, geográfico e cultural, e partilhar experiências e testemunhos do compromisso assumido em viver a Regra de Ouro. Se a classe ou grupo quiser entrar em contato com outras classes ou grupos isso poderá ser feito em uma área reservada.

A característica da terceira fase é partilhar: as classes e grupos que aderem ao projeto  trabalham, todos os anos, para colaborar com o fundo de solidariedade, sustentando alguns microprojetos. O objetivo é que, por meio das bolsas de estudo, adolescentes que não teriam a possibilidade de frequentar a escola possam concluir os estudos regulares ou profissionalizantes.

Entre as novidades do novo site há também uma seção dedicada aos professores, educadores e tutores, idealizada para o intercâmbio de material e experiências didáticas realizadas nos vários países e nas escolas.

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *