Pepê e Jotabê: os quadrinhos de Walter Kostner on-line

Estiveram na televisão, nos jornais, nas revistas, nas livrarias e, principalmente, nas agendas e nos bolsos de muitos de nós, em cartões de mensagens enviadas e recebidas desde quando éramos crianças e… adultos.  E agora eles acabaram de desembarcar na web. Pepê e Jotabê lançaram um site, onde todos podem encontrar um espaço para refletir serenamente, graças aos trabalhos do autor, jogos e músicas, cartas e experiências de educadores, crianças, adolescentes. Mas são os quadrinhos os elementos mais importantes: verdadeiras janelas abertas sobre a vida deles, as breves histórias de Pepê e Jotabê nos fazem participar de um percurso extraordinário ao alcance de todos; com os ingredientes do humor, da surpresa e da inocência.

Pepê e Jotabê nasceram a partir da ideia de um educador que estava procurando uma maneira de ajudar um adolescente, que passava por um momento difícil. Como chegar até ele sem ser paternalista? Tendo habilidade com o desenho, nasceu uma ideia: colocar no papel os diálogos e aventuras de dois palhaços, como desculpa para transmitir uma mensagem de esperança que fazia sentido. O resto é história.

No que se refere ao valor educativo e pedagógico de suas aventuras, Pepê e Jotabê tornaram-se os protagonistas de alguns projetos para escolas na Itália e, em seguida, em muitos países do mundo. Graças a Honegger Fresco, há mais de cinquenta anos uma das mais influentes autoras de obras educativas, em 2006 Pepê e Jotabê foram publicados nos “Cadernos Montessorianos”. Ela declarou: “São personagens muito eficazes (…). Há no seu interior espiritualidade e também divertimento, existe a alegria de viver, (…) Pareceram-me possuidores de uma grande riqueza para as pessoas”. Como acontece com os melhores filmes em preto e branco que declaram a própria idade, mas não a demonstram de maneira alguma, também Pepê e Jotabê que nasceram da vida e da caneta de Walter Kostner amadureceram nos últimos anos, mas sem nunca se tornarem adultos. Carregam muito bem o peso dos anos e das histórias, graças à sabedoria que transmitem e às saudáveis risadas que a companhia deles frequentemente provoca em quem lê e conhece as suas aventuras.

Num equilíbrio proporcional entre o silêncio e a palavra, esses dois palhaços às vezes podem inclusive tornarem-se incômodos: com sua sinceridade descarada e ligeira ironia, Pepê e Jotabê, agitam nossa tranquila forma de vida e nos levam a ficar próximos dos outros concretamente e a descobrir em cada momento da vida o que ele tem de positivo.

Comments are disabled.