Maio 2012

No Antigo Testamento, o fogo é o símbolo da Palavra de Deus, pronunciada pelo profeta. Mas simboliza também o julgamento divino, que purifica o seu povo, passando no meio dele.

Assim é a Palavra de Jesus: constrói, mas, ao mesmo tempo, destrói o que não tem consistência, o que deve cair, o que é vaidade, e deixa em pé unicamente a verdade.

João Batista tinha dito a respeito de Jesus: «Ele vos batizará no Espírito Santo e com o fogo» (Lc 3,16), prenunciando o batismo cristão, inaugurado no dia de Pentecostes com a efusão do Espírito Santo e o aparecimento das línguas de fogo (cf At. 2,3). Portanto, é esta a missão de Jesus: lançar fogo sobre a Terra, trazer o Espírito Santo com a sua força renovadora e purificadora.

«Eu vim lançar fogo sobre a Terra, e como gostaria que ele já estivesse aceso!».

Jesus nos doa o Espírito. Mas de que modo age o Espírito Santo?

Ele age derramando em nós o amor, aquele amor que, segundo o Seu desejo, devemos manter aceso em nossos corações.

E como é esse amor?

Não é um amor terreno, limitado; é um amor segundo o Evangelho. É universal como o amor do Pai celeste, que manda a chuva e o sol para todos, para os bons e os maus, inclusive para os inimigos (cf Mt 5, 44-45).

É um amor que não espera nada dos outros, mas que toma sempre a iniciativa, que é o primeiro a amar.

É um amor que se “faz um” com toda e qualquer pessoa: partilha com ela o seu sofrimento, sua alegria, suas preocupações e esperanças. E faz isso concretamente, com fatos, quando se apresenta a ocasião. Portanto, não é um amor simplesmente sentimental, ou feito só de palavras.

É um amor que nos faz amar Cristo no irmão ou na irmã, porque nos faz lembra aquelas palavras Dele: «… a mim o fizestes» (Mt 25,40).

É, ainda, um amor que tende à reciprocidade, que busca realizar com os outros, o amor mútuo. É este amor que, sendo expressão visível, concreta da nossa pautada pelo Evangelho, reforça e confirma nossa palavra que, depois, poderemos e deveremos oferecer para evangelizar.

«Eu vim lançar fogo sobre a Terra, e como gostaria que ele já estivesse aceso!».

O amor é como o fogo: o importante é que permaneça aceso. E, para que isso aconteça, é preciso sempre queimar alguma coisa. A começar pelo nosso “eu” egoísta. E nós o conseguimos porque, quando amamos, estamos completamente projetados no outro; ou em Deus, cumprindo a Sua vontade, ou no próximo, ajudando-o.

Um fogo aceso, ainda que pequeno, se for alimentado, pode tornar-se um grande incêndio. Aquele incêndio de amor, de paz, de fraternidade universal que Jesus trouxe à Terra.

Chiara Lubich

Esta Palavra de Vida foi publicada originalmente em agosto de 2001.

8 Comments

  • Whenever I read the Word of Life, or any other material by Chiara Lubich, I feel renewed and very refreshed. Thank you for keeping the website so updated. Two weeks ago I had a feeling that I have been away from God because I have not really loved. I read the text of Chiara about starting again and it made me feel that God was closer to me than never before. I came to realize that he never leaves us despite the nature of our sinful way of life. What is important is to accept his will.
    James – Nairobi KENYA

  • Sou es da Fazenda Esperança, colocamos diariamente a palavra de vida em prática,mas, a Palavra de Vida do mês de novembro me marcou muito, “Portanto Vigiai….quem ama, sabe esperar” tive uma experiência fortíssima. passei 3 meses da triagem sem visitas, qdo em novembro, chegam p/ visitar-me minha esposa, filho,meu pai, minha sogra, meu irmão, enfim, minha família, que eu machuquei tanto, mas com a graça de DEUS, me perdoaram e se deixaram perdoar. Continuo fazendo várias experîências com a palavra. Muito Obrigado, um forte abraço a todos. Paz e Bem!!

  • Soy de Uruguay,pero ahora vivo en España.En mi pais leia las publicaciones todos los meses,y compartia la lectura en otros grupos, me gustaria seguir haciendolo.Soy catequista. Muchas gracias y un saludo.

  • Vieni Spirito Santo nel mio cuore, vieni Spirito Santo nella mia famiglia e accendi il fuoco del Tuo Amore, la fiamma Viva della carità, Dell’umiltà, della Tua infinita Gioia…

  • Il suo solo fine è di rendere gli uomini contenti e felici per ogni istante della loro esistenza.Ma ci vuole un cambiamento di vita,per poter accettare Lo Spirito Santo,il fuoco che brucia, serve sottomettersi con umiltà al suo Amore.

  • The word of this month is so rich. Having been “cleansed” last month, it is time for action: to love and to set the world on fire! According to your wish, and in my own little way, I will love you in every neighbour that I meet. In loving, I think I will be able to evangelize better. I thank Chiara Lubich for this wonderful Word of Life for this month and my next correspondence, by God’s grace, will be coloured with beautiful acts of love.

    Camilla, Buea-Cameroon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *