Holanda: Jornada de reconciliação.

D. Gerard De Korte e o dr. Arjan Plaisier

“Se continuarmos neste caminho conseguiremos olhar além do muro que ainda existe entre as nossas Igrejas e chegará o dia no qual alcançaremos a plena comunhão, visível, entre nós cristãos.” Esta afirmação é do Secretário Geral do Sínodo da Igreja Protestante na Holanda, Arjan Plaisier, feita por ocasião da “Jornada da Reconciliação”, da qual participaram quatro mil cristãos de doze Igrejas e Comunidades, entre os quais, bispos e fiéis da Igreja Católica.

Nos último cinco anos, na Holanda, diversos responsáveis de Igrejas se encontraram regularmente para compartilhar a própria fé e rezar por uma maior unidade e colaboração. Com o lema “Nós escolhemos a unidade”, esta iniciativa expandiu-se rapidamente no setor eclesiástico envolvendo, cada vez mais os responsáveis das Igrejas tradicionais (Igreja Protestante na Holanda, Igreja Vétero Católica e Igreja Católica), das Igrejas Pentecostais e Evangélicas.

Durante o último encontro, em fevereiro de 2012, surgiu a idéia de promover um evento nacional para cristãos de todas as Igrejas e Comunidades. Setenta membros do Movimento dos Focolares – antes já envolvidos por meio de uma focolarina e um focolarino, ambos da Igreja Reformada – contribuíram ao êxito da Jornada que aconteceu no dia 6 de outubro passado, em Haia.

Ponto culminante do evento foi o momento dedicado ao perdão recíproco pelas ofensas feitas ao próximo ou dele recebidas: “pela arrogância com a qual, do alto, olhamos, o próximo”, “pela facilidade com a qual vivemos a ruptura com a Igreja Católica Romana”, “por ter considerado a outra Igreja como uma Igreja sem a presença do Espírito”. Este momento aconteceu aos pés de uma grande cruz, levada à sala por três jovens. E depois, confiaram tudo a Cristo, morto e ressuscitado, pedindo juntos o seu perdão.

O testemunho de um casal, membros do Movimento dos Focolares – ela católica e ele da Igreja Reformada – ajudou a entrever a possibilidade um caminho possível para continuar a amar a Igreja do outro como própria.

Foi emocionante o momento do lava-pés, cerimônia realizada com três responsáveis de diversas Igrejas. Um gesto profundo para expressar a decisão deles de estar juntos ao serviço das novas gerações: um sinal de ecumenismo renovado.

“Ainda há muito a se fazer, mas, a partir deste momento, nós, cristãos na Holanda, nos veremos com olhos novos”, foi o comentário de um dos presentes.

A iniciativa “Nós escolhemos a unidade” se confluirá ao Fórum dos Cristãos Holandeses que acontecerá em 2013. Será um fórum aberto, no qual os representantes de todas as Igrejas e Comunidades cristãs da Holanda poderão expressar-se. Um espaço no qual se poderá compartilhar a fé, trocar experiências e, desta forma, criar uma plataforma de comunhão e colaboração. Uma base necessária para progredir no caminho rumo à plena comunhão visível entre os cristãos.

Hanneke Steetskamp – Holanda

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *