Haiti: rumo a uma cultura do encontro

“Da vida da Palavra à necessidade de comunicar. Rumo a uma verdadeira cultura do encontro”. Com este título, realizou-se, de 17 a 23 de fevereiro, na Diocese de Anse à Veau et Miragoane (Haiti), o Seminário Interdiocesano sobre as Comunicações, organizado pelo Departamento da Comunicação e Imprensa do CELAM. O evento foi organizado a pedido do D. Pierre A. Dumas, Bispo de Anse à Veau et Miragoane, e dinamizado por uma equipe de NetOne na América Latina, uma rede de comunicadores que segue as inspirações da espiritualidade dos Focolares.

Participaram 79 pessoas provenientes de oito das 10 dioceses haitianas: Les Cayes, Gonaïves, Cap-Haitien, Jeremie, Hinche, Port-aut-Prince, Port-de-Paix, além da diocese que hospedou o encontro.

Cinco especialistas da equipe de NetOne, provenientes da Argentina, Peru e Cuba, chegaram ao Haiti com alguns dias de antecedência, para conhecerem e mergulharem na realidade do povo e da Igreja local. «Visitamos Rádio-Tele Soleil – contam – que transmite a partir de uma sede provisória em Porto Príncipe, pois o edifício do Arcebispado, onde encontrava-se a sede deles, foi destruído pelo terremoto. Naquela tragédia também morreram alguns dos colaboradores. É a emissora mais importante da Igreja católica, com cobertura nacional. Pudemos visitar também o centro da cidade de Porto Príncipe, com a Catedral ainda destruída que permanece como um símbolo do sofrimento deste povo. Foi uma experiência muito forte, que nos ajudou nos dias sucessivos a relacionar-nos de modo mais adequado com as pessoas».

O Seminário, preparado durante um ano à distância via internet, teve a duração de cinco dias. O programa propôs uma abordagem baseada na espiritualidade de comunhão e cultura do encontro, com a vivência do Evangelho como base para o evento comunicativo. Cada dia iniciava-se com a partilha de experiências sobre a prática da frase do Evangelho proposta no dia anterior e a seguir meditava-se a frase escolhida para o novo dia. Após, abordavam-se os vários meios de comunicação, através de explicações teóricas e workshop específicos de rádio, imprensa, televisão, internet e teatro.

Os debates e os trabalhos de grupo foram participativos e inclusivos. Os temas foram apresentados em espanhol, os textos dos power-point e os temas escritos eram em francês, com a tradução em crioulo.

De acordo com os organizadores, o Seminário superou todas as expectativas, não sendo a língua uma barreira para ninguém. Na conclusão, “a missa celebrada por D. Pierre Dumas foi um verdadeiro momento de alegria e de emoção. Percebia-se que, naqueles cinco dias, tinha-se construído um pedaço de humanidade renovada”.

«Para nós – conta o grupo de NetOne – foi a possibilidade de ver, de modo novo, este maravilhoso povo, que muitas vezes é apresentado de maneira diferente pelos meios de comunicação dos nossos países. Fomos conquistados pela sua simplicidade, pela alegria, pelo entusiasmo e pela esperança dos haitianos. Demo-nos conta de que somos uma única família, onde vivemos como irmãos a reciprocidade entre a América Latina e o Caribe. Partimos do Haiti com a consciência de termos recebido mais do que aquilo que tínhamos para doar».

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *