LoppianoLab 2014, um balanço

20141006-01Economia, gênero, educação, família, imigração e intercultura, jogos de azar, reformas e participação política; empresas que “ preferem” os pobres em lugar do lucro: são alguns dos temas abordados nos 15 laboratórios de LoppianoLab, ocorrido de 3 a 5 de outubro. Sobre a questão de gênero, foi dado espaço não só à reflexão sobre este tema, mas preferencialmente à partilha de experiências no esforço de estimular o diálogo entre as diversas sensibilidades. Em relação ao jogo de azar, falou-se das mais de 60 cidades envolvidas pelo Movimento Slotmob, que apoia os gerentes de bar e lugares públicos que descartaram as máquinas de jogos, são numerosas as iniciativas sociais e culturais para a recuperação de pessoas, lugares e comunidades atingidos por este mal. No “front” econômico a Expo Virtual e a Convenção sobre Economia de Comunhão permitiram desenhar um verdadeiro e próprio mapa nacional das empresas que aderem ao Projeto EdC, ao  Polo Lionello Bonfanti “ A Toscana rumo à Expo 2015” em colaboração com a Região Toscana: uma série de eventos preparados sobre temas bem comum, biodiversidade e formas de empresas, economia civil e felicidade pública.

20141006-05Um Escola Workshop da EdC, um Seminário das Escolas de Formação Política promovidas pelo Movimento Político pela Unidade e as propostas doIstituto Universitario Sophia, evidenciaram o empenho de numerosos jovens presentes em Loppiano Lab na construção de redes transversais no território construída não somente com as instituições e  política, mas também com o mundo empresarial e do trabalho. “ Somente uma sociedade na qual se voltar a confiar um no outro poderá definir-se corretamente civil; só então poderemos dizer uns aos outros: ‘ não importa de onde você vem, o importante é que possamos avançar juntos”, afirmou Luca Gentile, diretor editorial de Città Nuova.

20141006-02Uma participação inesperada nos 3 dias de LoppianoLab: Foram 3.000 as presenças registradas. Entre estas o ministro Matteo Renzi, que visitou a cidadezinha dos Focolares durante a festa dos 50 anos “para levar-lhe a estima, a amizade, a proximidade de todas as instituições italianas”. O presidente da Câmara se referiu a três temas: a unidade antes de tudo, que define “ a escolha política com “P” maiúsculo”, um grande desafio político que nasce de uma extraordinária intuição”. O polo empresarial e o desafio da Economia de Comunhão, que constituem  “ um novo modelo para a economia, um paradigma econômico para o nosso tempo”, no qual existe a necessidade de refletir sobre a crise que mudou o nosso sistema produtivo  e ocupacional”. Finalmente, recordando a definição de Loppiano do cientista Ugo Amaldi ( “Cidade da Confiança”), Renzi evidencou o quanto hoje temos necessidade de confiança: “ Confiança que diminuiu no que se refere aos relacionamentos interpessoais, mas especialmente no futuro”.

Enquanto acolhida, diálogo e cuidado com a instrução para gerar o bem comum – não somente na Itália, mas na humanidade – são os pontos que emergiram no vídeo mensagem do Papa Francisco, causando uma verdadeira surpresa para os habitantes da cidadezinha e todos os participantes de Loppiano Lab, com os votos que ele fez de “olhar para frente e mirar alto com confiança, coragem e fantasia”.


Foto: www.flickr.com/photos/sif_loppiano/15436576965/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *