PrimoMaggio_01Devemos seguir adiante, ser fontes de luz, ser resposta a quem vive no sofrimento. Muitas pessoas sentem-se frustradas por não poder fazer nada; demos a eles a possibilidade de ajudar.” Essas palavras de uma jovem do Equador – no contexto de emergência humanitária, no qual encontra-se o país após o terremoto do dia 16 de abril passado – expressam a nova rota das ações da Semana Mundo Unido 2016, cujo ponto central é exatamente no Equador.

No trajeto ao longo de muitos anos a Semana Mundo Unido, nascida por iniciativa dos jovens dos Focolares, logo em seguida ao Genfest 1995, e que envolve o Movimento todo, a edição de 2016 já estava sendo preparada mirando o Equador e o aspecto intercultural, tão ínsito nos países andinos. O objetivo da iniciativa é colocar em evidencia a cultura da fraternidade presente no mundo, capaz de ativar o que de melhor existe em cada pessoa.

Faremos um Festival pela Paz, no dia 7 de maio, em Quito, para expressar o aspecto intercultural, e o título será: “A solidariedade é um caminho para a paz”. Participe e doe esperança: é disso que temos mais necessidade e é isso que toda pessoa pode, certamente, doar.” Com este apelo, os jovens do Equador propõem uma resposta mundial a quem quer aderir, tanto participando da coleta de fundos, já em andamento, quanto postando na página criada especialmente para isso no Facebook, um vídeo contendo uma saudação que testemunhe a fraternidade e seja motivo de esperança (fb.com/JMUEcuador). O Festival pela Paz é somente uma das muitas ações em andamento desde o dia do terremoto, quando, imediatamente, foram colocados os próprios canais da rede social a serviço da difusão da informação oficial de emergência.

Pelo trabalho dos adolescentes, em muitos lugares do mundo, outra ação da Semana Mundo Unido é Run4unity : em todas as latitudes, das 11 às 12h, se fará um percurso de corridas ou com bicicleta, com patins ou em barcos. E, para concluir, o Time Out: um minuto de silêncio ou de oração pela paz. Alguns lugares tidos como símbolos: Mexicali, México, localidade de fronteira com os Estados Unidos, o Run4unity correrá ao lado do muro que divide os dois países, como uma demonstração de paz e unidade; em Bari, Itália, se realizará no Instituto Penal dos Menores Fornelli; em Sopron, Hungria, uma cidade na fronteira com a Áustria, Run4unity se insere em uma corrida oficial que atravessa a fronteira e à qual participam jovens imigrantes de um campo de refugiados (http://www.run4unity.net/2016/pt-pt/).

Faz parte da Semana Mundo Unido também o Projeto Living Peace, promovido pelo El Rowad American College do Cairo, Egito e pela ONG dos Focolares New Humanity: uma rede de escolas do ensino médio em 103 países, com mais de 50.000 jovens que miram, nos vários ambientes de aprendizado, o empenho de viver pela paz (http://living-peace.blogspot.it/p/portugues.html).

IMG_3331_BrazilNo dia 1º de maio acontecerão várias jornadas, já tradicionais para os jovens, ee Loppiano, Itália, e em Abrigada, Portugal. “Muitos povos no único planeta, somos irmãos. Viver e trabalhar para que a fraternidade se concretize na política, na economia, no social e na cultura. Para edificar um mundo melhor no qual somos família, porque somos seres humanos”, é a ideia que anima a preparação do programa em Loppiano. Em Abrigada, a jornada se concentrará na ideia da paz como foco central, que permite ver a realidade em “alta definição”.

O âmbito da Semana Mundo Unido é o mundo e as iniciativas locais são vividas com esta amplitude de visão. Desde o Concerto pela Paz, em Medan, Indonésia, às visitas a uma casa para idosos, na Nova Zelândia, na altura em que decorre um debate nacional sobre a legalização da eutanásia. Desde o Festival Amani, em Goma, República Democrática do Congo, ao workshop ecumênico preparado por jovens e sacerdotes das igrejas católica, russo-ortodoxa, armênia, luterana e evangélica “para ir além dos preconceitos”. Significativo o vídeo com uma saudação, enviado pelos adolescentes de Aleppo, Síria, aos adolescentes da Argentina (fb.com/focolaresconosur).

É possível seguir muitas das iniciativas nos endereços http://www.unitedworldproject.org/en/ e fb.com/uwpofficial. È possível participar, por meio das redes sociais, publicando mensagens ou postando fotos e vídeos com o hashtag #4peace, para dar uma maior visibilidade a todas as iniciativas, grandes e pequenas, que todos os dias “constroem pontes de fraternidade entre as pessoas”.

Comunicado

Galeria de fotos (01 de maio em Loppiano)

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.