A paz na Síria é possível


Syrian artist, Tammam Azzam’s artwork for Caritas ‘Syria: Peace is Possible’ campaign

Syrian artist, Tammam Azzam’s artwork for Caritas ‘Syria: Peace is Possible’ campaign

Uma mobilização em massa, uma campanha que tem por objetivo sensibilizar o mundo inteiro. É o objetivo de #PeacePossibile4Syria, o projeto lançado pela Caritas Internacional e que envolve todos os países nos quais esta organização está presente. “Não é uma campanha contra alguma coisa, mas, a favor da paz. Ainda que se denuncie claramente a venda de armas”, explica Rosette Hechaime, libanesa, coordenadora da Cáritas no Oriente Médio. “O papa Francisco acompanha atentamente a situação da Síria e, várias vezes, quando nós o encontramos, ele mesmo nos exortou a pedir explicitamente que as armas sejam silenciadas. A Cáritas é um dos maiores entes que – nesses últimos cinco anos – dão uma resposta a esta crise humanitária. Nós recolhemos testemunhos de quem deixou a Síria e de quem permaneceu lá, para que outros sejam informados por meio das redes sociais e para que não se deixe de acreditar que a paz na Síria é possível”. No site http://syria.caritas.org/  pode-se ter acesso a todo o material para aderir à campanha e também difundi-la. “Porque a guerra na Síria já causou 4,8 milhões de refugiados em diversos países e 6,5 milhões de pessoas que foram obrigadas a mudar de cidade, no próprio país. E tudo o que é demasiado, é demasiado”, continua Rosette.

Vídeo-mensagem do Papa – versão integral

Na sua mensagem, o papa Francisco não se cansa de exortar a todos: “Unamos as forças, a todos os níveis, para fazer com que a paz na amada Síria seja possível”.

Acreditam nestas palavras também as 230 pessoas que, de 5 a 10 de julho, se reuniram em Al Btar, nas montanhas do litoral sírio, provenientes de várias cidades para viver a “Mariápolis – a cidade de Maria”, “em meio a tanta violência, foi um verdadeiro presente de Deus”. Grande a alegria de reunir-se, após cinco anos, durante os quais, justamente pela instabilidade da situação, não foi possível nem mesmo reencontrar-se. O título escolhido foi “Com grande expectativa voltamos a ti”. “O programa, denso durante a manhã e mais leve à tarde e à noite, ajudou cada participante, por meio de palestras de especialistas e sacerdotes, a reencontrar a si mesmo, a refletir sobre a relação pessoal com Deus, a aprofundar a oração e o relacionamento com o outro”, escreveram dos Focolares de Damasco e de Aleppo.

Retornamos com o Paraíso na alma para levá-lo às nossas cidades e aonde ainda existe um grande inferno”, disse um dos participantes. Maria Grazia, italiana, que chegou recentemente ao focolare de Damasco, nos disse: “Para quem chega vindo de fora é mesmo um milagre. Estamos em meio a uma guerra. Fico impressionada com a integridade do povo, não só dos numerosos jovens: gente pacífica que sonha e deseja a paz. Muitos perderam a esperança e se perguntam se é uma utopia acreditar na unidade. A paz é uma utopia? E, ainda assim, não obstante tudo, continuam a acreditar em Deus tendo, no íntimo, esta profunda interrogação. Neste contexto a Mariápolis foi uma brisa suave, com muitas experiências fortes, de quem teve o irmão sequestrado, de quem perdeu tudo em um dia, de quem não recebe mais notícias dos próprios parentes, de famílias que foram separadas, sobre as consequências da constante falta de energia elétrica e água com a temperatura de 40°, e não se sabe como será o futuro, se vive na mais absoluta incerteza”.

Na conclusão, os 230 participantes mandaram uma saudação que se espalhou pelo mundo inteiro, conscientes de não estarem sós e de serem membros de uma grande família. Com o impulso, como o papa exortou na sua mensagem, de encarnar esta Palavra de Deus: “Sim, eu conheço os desígnios que formei a vosso respeito – oráculo de Iahweh –, desígnios de paz e não de desgraça, para vos dar um futuro e uma esperança” (Jr 29-11).

[Árabe, com legendas em italiano]

Maria Chiara De Lorenzo

2 Comments

  • Thank you for this very beautiful video and all the love it brings us. As we prepare for our Mariapolis in Liverpool, England, starting in two days, we are united in the same reality of building peace on earth. You give us a fantastic witness, living proof that love is stronger than death. Your singing, your smiles give me me fresh hope that a united world is possible. Grazie!

  • What a moving video ! Notwithstanding the war the Mariapolis was made possible to those many Syrians suffering from the effects of war. What a gift to those who were present . To find rest in a war torn country. With live nothing is impossible. It encouraged me to pray and live for peace especially in Syria. From USA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *