Fim do Ramadã


Termina hoje, 24 de junho, o jejum feito durante o Ramadã, período de 29 ou 30 dias durante o qual os fiéis muçulmanos recordam “o mês em que foi revelado o Alcorão, como orientação para a humanidade e como evidências da orientação e do critério de julgar” (Alcorão, Sura II, 185).

Durante este período, o jejum observado do amanhecer ao pôr-do-sol constitui um dos cinco pilares do islamismo. O significado espiritual do jejum, unido à oração e à meditação, da abstinência sexual e de várias outras renúncias, segundo muitos teólogos, se refere à capacidade do homem de autodisciplinar-se, de exercitar a paciência e a humildade e de recordar o auxílio aos mais necessitados e àqueles que se encontram em situação difícil. O Ramadã, portanto, é uma maneira de exercitar a pureza contra todas as paixões mundanas, cujos benefícios acompanham o fiel durante o ano inteiro.

 

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *