“Desalojaram Jesus”


«Saber receber» o desafio dos gen4, Também este ano, aproximando-se o Natal, há um grande entusiasmo entre os e as gen4, que levam muito a sério e testemunham o convite de ajudar Jesus nas pessoas que têm dificuldades

O Papa Francisco, no Natal de 2017, convidou-nos a: «Não fechar o nosso coração como fizeram as casas de Belém»1. Querendo realizar o convite do Papa, ajudados pelos assistentes, e envolvendo também os pais, professores e colegas da escola, a ação «Desalojaram Jesus» (DJ) está-se a orientar de modo a apoiar projetos de acolhimento, para ajudar as pessoas que são rejeitadas e sofrem pela falta de paz, de justiça, não têm casa ou são obrigados a deixar a sua terra.

Nesta única «moldura» de acolhimento, arranjaram pequenos atelier para moldar os Meninos Jesus em gesso que oferecem pelas ruas, nas praças, nos mais diversos lugares para dizer a todos que o verdadeiro significado do Natal é Jesus, que nasceu para cada pessoa, hoje como naquele tempo, e espera que o recebamos em todos aqueles que têm dificuldades. Arriscam-se a embater com a indiferença das pessoas, com dificuldades em ter a licença para estar em lugares públicos. «Porque é que querem levar o Menino Jesus pelas ruas?». Uma menina responde: «Porque há pessoas que não conhecem Jesus e então dizemos-lhes quem é». Preparam canções de Natal ou teatrinhos onde se representa a história de Jesus, organizam festas para as famílias, para as crianças, ou vão a lares de idosos…
A ação DJ levada a cabo pelos mais pequenos, contém em si os valores profundos do Natal: dar-se, a gratidão, o amor desinteressado, a generosidade. Indiretamente reforça esses valores também nos adultos, nas famílias. Promove as capacidades manuais, criativas, imaginativas, de colaboração, de programação, de expressão plástica, através do fabrico das imagenzinhas. E desenvolve nas crianças uma cidadania ativa, a solidariedade, a fraternidade, também através da recolha de fundos destinada a oferecer respostas concretas às necessidades de outras crianças em várias zonas do mundo.

Estimula o desejo de dar. São muitos os que deixam espontaneamente uma oferta para apoiar estas iniciativas e há muitas experiências contadas por adultos que recebem uma mensagem destes pequenos que, com muito amor, gostariam de encontrar uma casa para Jesus, ao menos durante o Natal. «Entrar num supermercado e ser recebidos por crianças tão sorridentes a oferecer o Menino Jesus, é comovedor», exclamou um senhor de Florença. «Pensamos poder encontrar de tudo num supermercado, mas nunca teria imaginado voltar para casa e levar Jesus comigo!».
No ano passado chegou-se a juntar 8.130,00 euros. Os e as gen4 conseguiram levar o seu amor a muitas crianças e ajudá-las a ir para a escola, a ter o que vestir, de comer, a comprar remédios, na Índia, Paquistão, Síria, Venezuela, Bolívia, Angola, Brasil. As cartinhas e as fotografias da Ação DJ 2017 falam da comunhão de bens para as crianças mais pobres, em brinquedos, roupas, dinheiro, etc. E não há limites na capacidade da criança se aperceber das necessidades dos mais pobres e de desenvolver esta dimensão de dar. Também em África se fazem estas pequenas imagens e aquilo que recebem mandam para a Síria. As gen4 de Jerusalém mandam para África.
Os centros gen4 estão à espera de sugestões para identificar atividades/projetos específicos para onde destinar os fundos que receberem.

Rosi Bertolassi

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *