IUS visita o Patriarca Ecumênico Bartolomeu I


A iniciativa foi promovida pela «Cátedra Ecumênica Internacional Patriarca Atenágoras – Chiara Lubich», instituída em seguida ao doutorado honoris causa conferido ao mesmo Patriarca Bartolomeu em 2015.

“Continuai o percurso que empreendestes pelo caminho do diálogo, porque ele é reconciliação, é encontro, é capacidade de compreender, é filantropia divina, é acolhida do diferente, é transfiguração do mundo, é acolher Deus na história humana. Levai esta mensagem a todos aqueles que a qualquer título participam da obra do Vosso Instituto, abraçando fraternamente a Presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce e todos os irmãos e irmãs do Movimento. O Patriarcado Ecumênico é também a Vossa casa, esta cidade de Constantino é também a vossa cidade, porque não sois estrangeiros, mas sois amigos para nós”. São os votos finais que o Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, dirigiu a 30 entre docentes e estudantes do Instituto Universitário Sophia (Loppiano) de diferentes países que, juntamente com o reitor, Mons. Piero Coda, foram à sua sede no Fanar (Istambul – Turquia).

A visita da delegação de Sophia ao Patriarcado ecumênico se realizou de 8 a 12 de janeiro e foi promovida pela “Cátedra ecumênica internacional Patriarca Atenágoras – Chiara Lubich”, instituída em seguida ao doutorado h.c. conferido ao Patriarca Bartolomeu no dia 26 de outubro de 2015 para “fazer memória e relançar o espírito profético que animou a extraordinária sintonia de coração e de mente entre o Patriarca Atenágoras I e Chiara Lubich, logo após o Concílio Vaticano II e o histórico encontro do Patriarca com o Papa Paulo VI”.

A missão acadêmica previa, entre outras coisas, junto com a audiência com o Patriarca, o encontro com o Metropolita Gennadios Zervos, presente nestes dias em Istambul para o Santo Sínodo, e com o Metropolita Elpidophoros de Bursa no Mosteiro da Santa Trindade na ilha de Halki (Turquia), que aconteceu no dia 10 de janeiro. Deste encontro nasceram fecundas perspectivas de cooperação entre o Seminário e o Instituto Universitário Sophia, entre as quais uma Summer School, a se realizar provavelmente no final da primavera europeia de 2020.

A visita assumiu particular relevo no delicado momento de tensão que atravessa hoje o mundo ortodoxo, porque pretende repropor o compromisso a percorrer com tenacidade o caminho do conhecimento mútuo e do intercâmbio recíproco de dons para promover a fraternidade e a comunhão.

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *