Dar a vida pela própria cidade

Rocca di Papa 1

27/06/2019

O Centro Internacional dos Focolares e todo o Movimento se estreitam ao redor da família do Prefeito Emanuel Crestini e dos cidadãos de Rocca di Papa (Roma, Itália).

“Prefeito, amigo, herói”. Na página web da prefeitura de Rocca di Papa (Roma, Itália) assim é definido o seu prefeito, Emanuel Crestini, que acabou morto no incêndio causado por uma explosão da tubulação de gás, durante trabalhos de manutenção, no dia 10 de junho passado.
Muitos poderiam se perguntar porque damos esta notícia nesta página Web; o motivo é simples: em Rocca di Papa está a sede do centro internacional dos Focolares e as relações com o prefeito Crestini eram muito frequentes e igualmente amigáveis, assim como com os outros administradores locais dos Castelos Romanos.

Com ele, perdeu a vida também o delegado municipal Vincenzo Eleuteri. Foram os últimos a sair do edifício em chamas para se assegurarem de que ninguém tivesse permanecido encurralado dentro. Um gesto, o de Crestini, de excepcional coragem e gratuidade em relação às pessoas que trabalhavam com ele naquele dia, um administrador que defendeu com extrema dedicação, a custo da sua vida, as pessoas da sua cidade

CM 019380 20190416 sindaco Rocca di papa

À direita de Maria Voce, o prefeito Emanuel Crestini

Expressou profundas condolências pela prematura morte do prefeito, Emmaus Maria Voce, Presidente dos Focolares, em nome do Movimento do mundo inteiro. Na mensagem enviada à vice-prefeita de Rocca di Papa, Veronica Cimino, a Presidente recorda a figura de Emanuel Crestini como “exemplo luminoso para todos pela generosidade que demonstrou nos últimos momentos dramáticos como testemunho da sua grandeza de alma e dos valores que sustentaram e animaram o seu compromisso e agir político”. Expressou as suas condolências, também o Presidente da República italiana, Sergio Mattarella.

Rocca di Papa, onde está a sede do Centro Internacional do Movimento dos Focolares, teve desde os primórdios do Movimento um relacionamento particular com ele: de fato, foi a primeira cidade a conferir a cidadania honorária a Chiara Lubich. Com o passar do tempo, cada vez mais se seguiram demonstrações de afetuosa amizade e colaboração com as instituições locais. Entre as mais recentes, a participação do prefeito Crestini no dia 16 de abril de 2019 no Centro Internacional, junto com outros prefeitos do território, para acolher uma delegação trentina por ocasião do próximo centenário do nascimento de Chiara Lubich.

Para a ocasião, o site da Prefeitura havia publicado um artigo com algumas declarações do prefeito e da vice-prefeita. “Foi realmente uma honra acolher o convite da presidente Voce e foi um grande prazer dar as boas-vindas na nossa cidade à delegação trentina – tinha dito Crestini –. Tivemos oportunidade de nos conhecer, de trocar experiências e lembranças ligadas a Chiara Lubich, algumas das quais particularmente tocantes e reveladoras do espírito desta grande protagonista da nossa história contemporânea, tudo num clima descontraído e construtivo, orientado a tornar as celebrações do Centenário o mais envolventes possível. ‘Envolver’ é justamente uma das palavras chave do ensinamento de Chiara, que nos indicou como a melhor estrada possível seja a união das intenções, a unidade das comunidades e da humanidade. Um grande pensamento que na nossa dimensão local, de cidade, pode e deve ser desdobrado através da escuta recíproca e da vontade de se unir, apoiando aqueles que têm necessidade, sem nenhuma discriminação social.”

Patrizia Mazzola

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *