Albânia: unir as forças


A comunidade local dos Focolares e a Coordenação de Emergências do Movimento, juntamente com a Caritas e outras famílias religiosas, estão trabalhando para ajudar as pessoas atingidas pelo terremoto.

Na noite entre 25 e 26 de novembro passado, um forte terremoto atingiu a costa norte da Albânia, na área da cidade de Durres. Até o momento, existem pelo menos 47 mortos, 600 feridos e milhares de pessoas desabrigadas, mas parece que há muitas pessoas ainda sob os escombros. O terremoto causou enormes danos, desabou edifícios e centenas de pessoas sem-teto. Também foi sentido em outras áreas da Albânia e da costa do Adriático.

A comunidade local dos Focolares está trabalhando com a Caritas Albânia, a Caritas diocesana, as paróquias e outras famílias religiosas para mapear o território, verificar casas, escolas, igrejas e edifícios danificados e planejar intervenções coordenadas. “Estamos juntos com a Caritas e outras realidades e, como sempre, trabalhamos juntos”, nos dizem de Tirana. Dedica-se especial atenção aos vilarejos e áreas distantes dos maiores centros urbanos – desconhecidas pela mídia – que também sofreram danos significativos. “Criar pontes, promover canais de comunicação, colocar em rede necessidades e recursos – enfatizam – é uma prioridade compartilhada”.

O Movimento dos Focolares está atuando formas de apoio concreto, acolhendo famílias e pessoas que não podem retornar às suas casas danificadas, oferecendo acomodações nas casas de outras famílias em áreas não afetadas pelo terremoto. Também se oferece a possibilidade de fazer uma estimativa técnica dos danos sofridos. A presença dos Focolares é tangível na prestação de assistência psicológica às vítimas do terremoto, que também sofrem pelo estado de alerta contínuo devido à continuação dos tremores. A solidariedade foi expressa pelos centros dos Focolares na Macedônia e também os jovens do Movimento estão trabalhando para levar ajuda. Há uma consciência clara de que um esforço conjunto de coordenação é a prioridade desses primeiros dias de emergência, enquanto nos próximos meses será necessário estruturar um plano de reconstrução.
O Papa Francisco também expressou sua proximidade espiritual e seu apoio paterno às pessoas e territórios atingidos: “Estou perto das vítimas, rezo pelos mortos, pelos feridos, pelas famílias – disse na Audiência geral da quarta-feira, 27 de novembro – Que o Senhor abençoe esse povo a quem tanto amo”.

——————————————————-

Para aqueles que desejam colaborar, foram ativadas as seguintes contas-correntes:

Azione per un Mondo Unito ONLUS (AMU)
IBAN: IT58 S050 1803 2000 0001 1204 344
Código SWIFT/BIC: CCRTIT2T
No Banca Popolare Etica

Azione per Famiglie Nuove ONLUS (AFN)
IBAN: IT11G0306909606100000001060
Código SWIFT/BIC: BCITITMM
No Banca Intesa San Paolo

MOTIVO: Emergência terremoto na Albânia

———————————————————–

As contribuições depositadas nas duas contas-correntes para este fim serão geridas conjuntamente pela AMU e pela AFN.
Para essas doações são previstos benefícios fiscais em muitos países da União Europeia e em outros países, de acordo com as diversas leis locais.
Os contribuintes italianos poderão obter deduções de renda, de acordo com a lei prevista para as Onlus, de até 10% da receita e com o limite de € 70.000,00 por ano, com exceção das doações feitas em dinheiro.

1 Comment

  • Grazie della notizia. Ho cercato di trafficarla subito perché sento che mi appartiene: “ama la patria altrui come la tua”. Auguri perché da queste macerie certamente il Padre farà rinascere un NUOVO POPOLO per una NUOVA ALBANIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *