Bispos “na escola do Espírito Santo”

© CSC audiovisivi


Uma mensagem do Papa Francisco, seguido de uma saudação da Presidente dos Focolares Maria Voce, abriram em Trento o simpósio “Um Carisma a serviço da Igreja e da humanidade” do qual participam 7 cardeais e 137 bispos, amigos dos Focolares, de 50 países.

“É bom, inclusive para os bispos, se colocar sempre de novo na escola do Espírito Santo”. Com esta solicitação do Papa Francisco se abriu hoje de manhã em Trento o simpósio internacional “Um Carisma a serviço da Igreja e da humanidade” do qual participam 7 cardeais e 137 bispos, amigos do Movimento dos Focolares, representando 50 países. Por ocasião do centenário do nascimento de Chiara Lubich, o simpósio quer aprofundar o significado e a contribuição do carisma da unidade dos Focolares a serviço da Igreja e da humanidade.

Uma delegação dos participantes, no dia 6 de fevereiro passado, foi recebida em audiência pelo Santo Padre, que afirmou: “Vocês me trouxeram a alegria, vão em frente!”.

Na sua mensagem, lida hoje de manhã pelo arcebispo de Bangkok, card. Francis X. Kriengsak Kovithavanij, o Papa Francisco afirmou que os dons carismáticos como o da espiritualidade dos Focolares são “coessenciais, junto com os dons hierárquicos, na missão da Igreja”. “O carisma da unidade – continua o sumo pontífice – é uma destas graças para o nosso tempo, que experimenta uma mudança de dimensão epocal e invoca uma reforma espiritual e pastoral simples e radical, que reconduza a Igreja à fonte sempre nova e atual do Evangelho de Jesus”.

O Papa encoraja os bispos presentes a viverem, também eles, os pontos-chave da espiritualidade de Chiara Lubich: o compromisso pela unidade; a predileção por Jesus crucificado como bússola existencial; o fazer-se um “a partir dos últimos, dos excluídos, dos descartados, para levar a eles a luz, a alegria, a paz”; a abertura “ao diálogo da caridade e da verdade com cada homem e cada mulher, de todas as culturas, as tradições religiosas, as convicções ideais, para edificar no encontro a civilização nova do amor”; a escuta de Maria, da qual “se aprende que o que vale e permanece é o amor” e que ensina como levar também hoje ao mundo o Cristo “que vive ressuscitado no meio de todos os que são um no seu nome”.

Maria Voce, presidente do Movimento dos Focolares, em um vídeo-mensagem salientou o fato de que esta espiritualidade quer estar – como diz o título do simpósio – “a serviço da Igreja e da humanidade”. Numa época na qual “existem desafios para a Igreja em todas as partes do mundo” –afirmou a presidente dos Focolares – “somos chamados a uma nova enculturação do Evangelho de Jesus, que absorva ensinamentos da experiência do passado, mas o saiba exprimir de novo, com profecia, neste nosso tempo. Por isso é preciso também nos abrir e descobrir a força renovadora ínsita em muitos dos novos carismas presentes na Igreja de hoje”.

“A realidade dos bispos amigos do Movimento dos Focolares” –afirmou a presidente – quer justamente promover “um estilo de vida de comunhão entre bispos católicos do mundo inteiro, mas também entre bispos de várias Igrejas” e contribuir assim “para tornar cada vez mais efetiva e mais afetiva a colegialidade”.

O programa continuará à tarde com a visita dos participantes à exposição “Chiara Lubich, cidade mundo” na Galeria Branca em Piedicastello. Às 17h15min, na igreja de Santa Maria Maior tomarão parte do evento artístico “Do Concílio tridentino a Chiara tridentina”. Às 19h15min, no Centro Mariápolis de Cádine, haverá a Santa Missa presidida por Dom Lauro Tisi, arcebispo de Trento.

Amanhã, domingo, 9 de fevereiro, às 10h00min na Catedral de Trento, se realizará a concelebração da Santa Missa. Presidida pelo cardeal Francis Xavier Kriengsak Kovithavanij e aberta pela saudação do arcebispo de Trento, será transmitida ao vivo por TV2000 e via streaming no site www.centenariolubichtrento.it . A seguir serão recebidos na Sala Depero do palácio da Província pelos presidentes do Conselho Provincial, Walter Kaswalder, e da Junta Provincial, Maurizio Fugatti, e pelo prefeito de Trento, Alessandro Andreatta, para uma saudação endereçada às autoridades locais.

O simpósio prosseguirá depois, de 10 a 12 de fevereiro, em Loppiano (Florença), na cidadezinha internacional do Movimento dos Focolares. Em colaboração com o “Centro Evangelii Gaudium”, do Instituto Universitário Sophia de Loppiano se abordarão algumas temáticas de atualidade para a Igreja e a sociedade de hoje através de palestras, mesas redondas e momentos de diálogo. Entre os assuntos programados: “A Igreja e os desafios atuais” com a participação de Andrea Riccardi, historiador e fundador da Comunidade de Santo Egídio; “A Igreja se faz diálogo” com o aprofundamento de quatro dimensões da vida da Igreja: a querigmática, comunional, dialógica e profética. Cada dia será enriquecido por testemunhos de cardeais e bispos de várias partes do mundo.

Aqui está o texto da mensagem do Papa Francisco

Aqui está o texto da mensagem de vídeo de Maria Voce

Informações e contatos:
Ufficio comunicazione Focolari: ufficio.comunicazione@focolare.org
Anna Lisa Innocenti – +39 338 3944209

1 Comment

  • Incontro molto interessante soprattutto per il periodo storico che stiamo vivendo. La cosa dovrebbe essere divulgata di più a tutti i laici

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *