Um focolare na Fazenda da Esperança


A inauguração ocorreu em 14 de março na comunidade de Guaratinguetá, no interior de São Paulo (Brasil). Carisma da Unidade é um dos alicerces na recuperação de dependentes químicos.

“Qual o segredo para uma vida que se espalha tão rápido pelo mundo inteiro? Não somos nós que fazendo, é Deus em nós que faz”. Assim, Frei Hans Stapel explicou a expansão do Movimento dos Focolares e da própria Fazenda da Esperança por tantos países.

No dia 14 de março foi aberto oficialmente o focolare “Maria Mãe da Esperança”, na cidade de Guaratinguetá, interior de São Paulo. Essa nova casa abriga focolarinos vindos de diferentes regiões do Brasil, que agora auxiliam no trabalho da Fazenda da Esperança.

“Através da unidade entre dois carismas tão próximos e com as mesmas raízes, nossa missão é ir ao encontro do grito da humanidade, nos aproximar daqueles que sofrem, dos excluídos, para doar a nossa vida sempre mais plenamente a Jesus nos vultos e situações concretas. Assim, também trazer a luz que vem da presença de Jesus ressuscitado entre nós para o mundo”, afirma Gustavo Matsumoto, responsável por esse novo focolare.

Em missa de ação de graças, Frei Hans – que, juntamente com Nelson Giovanelli Rosendo dos Santos, Lucilene Rosendo e Iraci Leite, fundaram a Fazenda da Esperança -recordou os 13 anos do falecimento de Chiara Lubich, e contou como o carisma do Movimento dos Focolares o inspirou e se tornou alicerce da espiritualidade da Fazenda Esperança.

A comunidade terapêutica Fazenda da Esperança atua desde 1983 no processo de recuperação de dependentes de álcool e drogas. Seu método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida. Atualmente são centenas de unidades na América, Ásia, África e Europa.

A raiz que nutre a Fazenda da Esperança é a mesma que nutre o Movimento dos Focolares, pois expressam o mesmo desejo de colocar em prática as palavras do Evangelho, em especial a vivência do amor recíproco.

“Penso que Chiara está muito feliz em ver esse sonho realizado. Duas realidades eclesiais que vivem juntas em plena unidade e harmonia, para sanar muitas dores, sobretudo naqueles ambientes onde vivem os mais pobres e marginalizados, especialmente aqueles que sofrem dependências químicas”, disse a nova presidente do Movimento dos Focolares, Margaret Karram, em mensagem enviada para a ocasião.

Além dos dependentes químicos, há um ano a Fazenda da Esperança recebe também moradores de rua, que se encontravam mais vulneráveis diante da disseminação da Covid-19 no Brasil. “Assim como na guerra quando foi fundado o Movimento dos Focolares, hoje temos notícias de tantas mortes por causa do Coronavírus. Toda essa dor é a chance de renascer uma humanidade nova”, disse Frei Hans.

 Nicole Melhado

Assista a cerimônia de abertura do focolare na Fazenda da Esperança: Abertura do Focolare na Fazenda – YouTube

1 Comment

    • Deixe uma resposta

      O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *