A Santa Viagem


A partir de uma frase da Escritura, Chiara Lubich reflete sobre a Santa Viagem da vida, convidando-nos a verificar periodicamente diante de Deus em que momento estamos na nossa caminhada.

O motivo que me leva a dirigir-me a vocês é o desejo de avaliarmos juntos a que ponto estamos em relação à nossa santificação. Um destes dias uma focolarina mostrou-me uma lindíssima frase dos Salmos, que anuncia uma bem-aventurança que eu não conhecia: “Bem-aventurado o homem que põe a sua confiança em ti e decide no seu coração a Santa Viagem”.*

“A Santa Viagem”. De que viagem fala a Escritura? Certamente da caminhada do homem em direção a Deus, em direção ao Céu. A viagem, portanto, da própria santificação, que nos abre o Paraíso. […]

E agora? Será que também nestes momentos, estamos verdadeiramente encaminhados na Santa Viagem?

[…] Paremos um pouco e façamos um breve exame, sozinhos diante de Deus, apenas para dar-lhe glória. Quais foram os resultados? Será que melhoramos, por exemplo, no fazer a vontade de Deus? No amor, no amor recíproco? […] Se a resposta é sim, agradeçamos a Deus e sigamos adiante. Se for não, agradeçamos-lhe por ainda termos a vida para recomeçar. E então, avante! Queremos muito saborear, juntos, a bem-aventurança da Santa Viagem!

Chiara Lubich

(em uma conexão telefônica, Rocca di Papa, 3 de setembro de 1981)
Tirado de: Chiara Lubich, Conversazioni in collegamento telefonico, Città Nuova Ed., 2019, pag. 61.
* Sal 84, 6.

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *