Ouvir a voz do Espírito


A caridade, que é uma participação na vida divina, não pode ser improvisada. Devemos buscá-la em Deus e no seu Espírito. Escutando e obedecendo à sua voz, o projeto de Deus abre-se diante de nós, magnífico e majestoso.

[…] Ser perfeitos no amor! Sabemos que para atingir este objetivo devemos ser cada dia mais perfeitos, pois “quem não progredi, regride”. E por isso devemos ter uma caridade sempre mais refinada, sempre mais delicada pelo próximo que passa ao nosso lado.

Mas qual será o melhor meio para atingir este objetivo?

Eu não vejo outro meio senão aquele de termos coração, mente e forças fixados em Jesus Abandonado, num desejo continuamente renovado de amá-lo, amá-lo nos sofrimentos inevitáveis do dia a dia […]. E é com este amor, é – como costumamos dizer – “estando para além da chaga”, sempre, em cada momento, que o Ressuscitado pode viver luminosamente em nós, que o seu Espírito pode romper todas as amarras do nosso eu. E se o Espírito Santo agir livremente em nós, ele poderá expandir melhor a caridade, que é difundida por ele mesmo no nosso coração.

Nestes dias constato que, procurando viver com o Ressuscitado no meu coração, a voz de Deus cresce dentro de mim. E é esta voz que me orienta nos contatos que devo manter com as pessoas, sejam ou não membros do Movimento.

[…] Não podemos, pois, improvisar a caridade, que é uma participação na vida divina. Devemos buscá-la em Deus e no seu Espírito. Só então, escutando e obedecendo à sua voz, o projeto de Deus abre-se diante de nós, magnífico e majestoso. E à medida que isto se realiza, a unidade entre nós se aprofunda, cresce […].

Caros amigos, temos um ideal extraordinário, divino! […] Realmente, nós não sabemos o que temos, ou melhor, nós o sabemos sim. Temos Jesus, o Filho de Deus, em nós e em meio a nós, que vive e reina lá onde a caridade é rainha. E para que sejamos sempre e cada vez mais assim, […] voltemos a amar Jesus Abandonado, a fim de que o Ressuscitado resplandeça em nós. A Palavra do seu Espírito se tornará poderosa em todos nós e podemos ser cada vez mais perfeitos no amor, agradando sempre mais a Deus, a Maria e sendo cada vez mais aptos para servir a Igreja. Lembremo-nos deste trinômio: Jesus Abandonado, o Ressuscitado, ouvir a voz do Espírito Santo. Desta forma seremos para todos a expressão da caridade de Deus.

Chiara Lubich

(em uma conexão telefônica, Rocca di Papa 21 de novembro de 1985)
Tirado de: Chiara Lubich, Conversazioni in collegamento telefonico, Città Nuova Ed., 2019, pag. 219.

 

No comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *