Instituto Universitário Sophia

Definição

Istituto universitario SophiaPromovido pelo Movimento dos Focolares, o Instituto foi constituído pela Santa Sé com decreto da Congregação para a Educação Católica, de 7 de dezembro de 2007.

Disponibiliza um mestrado em Fundamentos e perspectivas de uma cultura da unidade, com a duração de dois anos, e o doutorado correspondente.

História

O Instituto nasceu de uma intuição de Chiara Lubich que, desde jovem, desejava aprofundar o estudo como caminho para a verdade. Por isso inscreveu-se na faculdade de filosofia. Mas a Segunda Guerra Mundial destruiu todos os seus projetos pessoais, não permitindo que prosseguisse os estudos.

A sua busca da verdade é iluminada pelo Evangelho e transcorre no diálogo de amor operoso com Deus e com os homens, por meio dos acontecimentos e da história.

Está nesta experiência de conhecimento no amor que, ainda hoje, caracteriza a abordagem do Movimento dos Focolares à cultura e ao estudo, a origem da sua história.

Corpo docente

Provenientes de diversos países e tradições culturais são cerca 30 os professores universitários e especialistas em várias disciplinas: teologia, filosofia, ética, direito, ciências políticas, economia, sociologia, medicina, psicologia, ciências naturais, matemática, ciências da comunicação, arte, linguística e literatura, ecumenismo e diálogo entre as religiões. Cada uma encontra um espaço vivo de relação com as outras, no qual são valorizados os vários métodos e diferentes conhecimentos, voltados à construção de uma visão integral do mundo.

Comunidade

O Instituto Sophia propõe-se, portanto, como uma comunidade de formação, de estudo e de pesquisa, para a qual concorrem docentes, alunos e todo o pessoal, no exercício das respectivas competências e responsabilidades.

Sede

Localiza-se na Mariápolis permanente de Loppiano que, desde a sua fundação, em 1964, é lugar de formação para um estilo de vida baseado no Evangelho, para famílias, jovens e adultos. Nela existem atividades produtivas, sociais e culturais, e com os seus cerca de 900 habitantes, de 70 nações, constitui uma ocasião de encontro entre as culturas.

O Instituto Sophia encontra em Loppiano uma colocação adequada, com biblioteca, salas equipadas, atividades esportivas e culturais, alojamentos e refeitório. Mas este é também um espaço aberto, onde cada atividade ensina: do estudo aos serviços domésticos ou de jardinagem, assim como manter-se informados sobre eventos da atualidade ou transcorrer momentos de recreação sadia. E também as relações com as famílias e a acolhida aos visitantes e participantes de congressos, que se realizam com frequência, são ocasiões de aprendizado.

Além da sede central, em Loppiano, o Instituto prevê a abertura de sedes locais, em outros países, com âmbitos específicos de pesquisa.

Para mais informações: www.sophiauniversity.org/en/

11 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *